Home Blog

Luiz Matias recorre a políticos na luta pela Apicultura da região e recebe apoio do deputado Augusto Coutinho (Solidariedade)

0

AGRICULTURA FAMILIAR P0RECISA DE APOIO GOVERNAMENTAL EM TODAS AS ESFERAS

O presidente do (CONDESBO), Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável de Bodocó, o Senhor, Luiz Matias, tomou conhecimento que Pernambuco foi retirado do programa Federal ROTA DO MEL. Pensando no desenvolvimento da região do Araripe, o Senhor Luiz, iniciou a caminhada em apoio aos apicultores. Procurou o prefeito de Bodocó e Granito, os deputados Tadeu Alencar, Antonio Fernando e Augusto Coutinho, que prontamente se colocou a disposição e respondeu a solicitação que achou de grande imortância para Pernambbuco e Araripe. Veja o vídeo abaixo:

Para Luiz, a iniciativa do governo federal, através do Ministério de Desenvolvimento em retirar Pernambuco da linha do projeto é sem propósito, já que, segundo Luiz, Pernambuco é o quarto produtor de mel do país. A região do Araripe produz 75% do mel do estado, e BODOCÓ se classifica como o quarto produtor da região. Portanto, é muita insensatez governamental prejudicar essa cadeia produtiva que gera renda e inclusão social na região, diz Luiz.

Baseado nessas afirmações, Luiz veio a publica, e em parceria com o IPA, STR de Bodocó e associações, desenvolver uma caminhada para que Pernambuco e Araripe voltem a serem considerados potenciais produtores, e, portanto, classificados para a participação no programa federal que tem o objetivo de profissionalizar a cadeia produtiva da apicultura, articulando os subsistemas de insumo, produção, processamento e comercialização.

Conta de água vai ficar mais cara: Governo de Pernambuco promove reajuste de 11,9%

0

O reajuste entre em vigor no dia 19 de agosto

o governo depernambuco, Paulo Câmara, promoveu mais um novo reajuste na conta de água dos usuários da COMPESA. De acordo com a publicaçõ do diário de pernambuco desta terça feira (20), o aujmento será de 11,90% na conta.

Trata-se do segundo reajuste para 2021. em janeiro deste ano entrou em vigor um aumento de 2,4% de tarifa.

Fonte: JC online

Rodrigo Novaes dá calote na Missa do Vaqueiro

0

Na entrevista que concedeu, há pouco, ao Frente a Frente, a presidente da Fundação Padre João Câncio, Helena Câncio, disse que o secretário estadual de Turismo, Rodrigo Novaes, ainda não pagou a cota de R$ 500 mil, que sairia da sua pasta, para a Missa do Vaqueiro de 2019. “Há dois anos, ele sequer responde as mensagens que mandamos no seu celular”, disse.

Segundo ela, o secretário arranhou a imagem do Governo Paulo Câmara no Sertão. “Todos nós estamos profundamente desapontados. Fizemos um grande investimento confiando na promessa do Governo, mas Rodrigo se esconde de nós o tempo todo e não nos dá a menor satisfação”, acrescentou Helena.

A Missa vai para a sua 51ª edição no próximo domingo, mas sem um centavo de apoio do Governo do Estado. O evento só está sendo possível graças à sensibilidade do empresário sertanejo Antônio Souza, dono de uma montadora de carros elétricos. “Antônio veio conhecer a Missa no ano passado, ficou impressionado com a sua beleza e resgate da nossa cultura que resolveu nos ajudar, enquanto o Governo se omite”, desabafa a promotora do evento.

Fonte: Blog do Magno Martins

NOTA DE ESCLARECIMENTO

0

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Prefeitura de Bodocó, por meio de sua Assessoria de Comunicação, fazendo uso do direito de resposta, assegurado pelo inciso V, do art. 5º, da Constituição Federal, esclarece que as informações divulgas neste blog, no dia 02 de julho, por meio da matéria intitulada “PMB abre licitação de 127.488,00 para rádios fazerem propaganda institucional”, mostram-se equivocadas e meramente especulativas, deixando de lado dois princípios básicos do jornalismo: o compromisso com a verdade e a correta apuração dos fatos.

Por meio da publicação acima referida, este blog afirma, equivocadamente, que o governo municipal de Bodocó, durante seis meses de administração, sob a gestão do prefeito Otávio Pedrosa, “com dinheiro em caixa não abriu licitação para compra de remédios nem atendimento ao povo carente do município”. Tal afirmação, contudo, mostra-se inverídica e destituída de embasamento em fatos, visando única e exclusivamente tumultuar o ambiente político local, pois, diferentemente do que fora noticiado, o município de Bodocó adquiriu neste ano o valor de R$ 106.028,50 (cento e seis mil, vinte e oito reais e cinquenta centavos) em compras de medicamentos pelo Consórcio – COMUPE, além de R$ 363.165,91 (trezentos e sessenta e três mil e cento e sessenta e cinco reais e noventa e um centavos) em medicações para abastecer as Unidades Básicas de Saúde, o Hospital Municipal, bem como suprir a demanda atual relativa à prevenção e tratamento da covid-19, em conformidade com os diversos processos licitatórios realizados no ano vigente e que podem, com o compromisso e responsabilidade devidos, serem conferidos nas publicações do Diário Oficial do município.

Assim, não condiz com a realidade a afirmação de que “o prefeito, Dr. Otávio Pedrosa, com dinheiro em caixa não abriu licitação para compra de remédios”, afinal, já são quase R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) investidos na compra de medicamentos em apenas 6 (seis) meses de gestão.

Ademais, é inverídica também a afirmação de que “não há atendimento ao povo carente do município”, pois, nos últimos seis meses o governo municipal vem realizando:

1-Pequenas Cirurgias: hoje o município conta com esse serviço de forma ampla e irrestrita, sendo realizado tanto na sede do município como na zona rural, possibilitando a garantia do direito à saúde para todos;

2-Ultrassonografias: Atualmente, Bodocó conta com dois profissionais prestando esse serviço tanto na zona urbana quanto na zona rural, nas vilas de Sipaúba, Jardim, Cacimba Nova e Feitoria. Iniciativa que, além de diminuir o tempo de espera na fila dos usuários, evita transtornos aos pacientes da zona rural que precisariam se deslocar para o centro da cidade;

3-Atendimento Oftalmológico: foi realizado credenciamento de atendimento oftalmológico, tanto para consultas como procedimentos cirúrgicos com o objetivo de combater a cegueira dos nossos munícipes; 

4-Cirurgias Eletivas: foi aberto processo seletivo para contratação de médico cirurgião, com o objetivo de diminuir o tempo de espera dos pacientes na fila do SUS;

5-Exames de imagem: Bodocó abriu credenciamento para realização de exames de imagem tipo tomografia, ressonância magnética, etc;

6-Exames neonatais: hoje, o município oferta testes do coraçãozinho, olhinho, linguinha e orelhinha – pensando na prevenção e tratamento precoce no caso do bebê ser acometido de alguma enfermidade. O município já está realizando esses exames na policlínica e no Hospital Municipal (teste do coraçãozinho).

Por fim, buscando esclarecer a verdade dos fatos, pressuposto básico de um veículo de imprensa sério, resta esclarecer a afirmação do blog que menciona “Tudo isso acontecendo e a gestão abre licitação para gastar mais de 120 mil com propaganda em rádios”.

Ora, sabe-se que um dos compromissos básicos da administração pública é a publicidade, princípio que obriga o poder municipal a dar publicidade de seus atos administrativos com a finalidade de possibilitar o controle por terceiros. Nesse sentido, busca-se garantir que os munícipes de Bodocó possam, além de exercerem o papel de fiscal da melhor aplicação dos recursos públicos, também sejam informados de campanhas, ações e atos institucionais realizados pelo município.

Vale lembrar também que a modalidade escolhida para a referida licitação é o credenciamento, possibilitando, assim, que todas as rádios com abrangência no município possam prestar seus serviços de telecomunicação, sem privilegiar uma ou outra.  Deste modo, o valor de pouco mais de R$ 120.000,00 (cento e vinte mil reais) será o valor máximo estimado para esta finalidade no período de 1 (um) ano, não obrigando a administração a contratar e nem executar o serviço.

Sendo assim, não há nada de anormal na referida contratação. O processo está dentro da razoabilidade; o preço se justifica pela escolha da melhor proposta entre todas as rádios que ofertam esse serviço na região; e, por fim, irá formalizar algo que sempre foi feito no âmbito da administração pública municipal.

Ademais, a Assessoria de Comunicação aproveita o espaço para destacar que, caso tivesse sido previamente acionada, teria prestado os devidos esclarecimentos e evitado a publicação de tais equívocos que, desprovidos de apuração, ferem um princípio fundamental ao exercício do jornalismo: o compromisso com a verdade. Afinal, a publicidade dos fatos e o interesse público da informação devem coexistir com o dever jornalístico previsto no art. 12 do Código de Ética da profissão, qual seja: I – ressalvadas as especificidades da assessoria de imprensa, ouvir sempre, antes da divulgação dos fatos, o maior número de pessoas e instituições envolvidas em uma cobertura jornalística, principalmente aquelas que são objeto de acusações não suficientemente demonstradas ou verificadas; II – buscar provas que fundamentem as informações de interesse público; III – tratar com respeito todas as pessoas mencionadas nas informações que divulgar.

Vereador Daniel Tavares, defende a classe da saúde, pedindo agilidade no pagamento do Programa Previne Brasil

0

A Câmara municipal de Bodocó aprovou em maio de 2021 a Lei que regulamenta o Programa Previne Brasil que cria no Município o Prêmio- Previne Brasil- Pagamento por Desempenho aos profissionais da Saúde.

Os recursos recebidos pelo Município de Bodocó em decorrência do cumprimento das metas estabelecidas pelo Programa Previne Brasil, já somam mais de 280 mil reais que até agora não foi repassados para os servidores. O vereador Daniel Tavares, cobrou do prefeito as devidas providências na última sessão.

Não se sabe ainda qual a gerência ou modelo administrativo adotado pela nova gestão. Há mais de seis meses de governo, aquilo que deveria ser vitrine, já que o atual prefeito é médico, na verdade está se tornando um caos dentro do município. São muitas as denúncias nas rádios da região pela falta de ambulâncias para transportar os pacientes entre Bodocó e Ouricuri, bem como a traumática situação da falta de medicação em todo o município.

Após seis meses de administração, e em plena pandemia que empobrece mais ainda o município, o prefeito Dr. Otávio Pedrosa caminha com muita tranquilidade sem pensar na classe pobre do município, bem como nos profissionais da saúde que passam por cenários de riscos, os quais já poderiam estar recebendo esse prêmio de melhoramento nos salários. Afinal, o dinheiro já está em conta e a Lei foi aprovada desde maio de 2021.

 

COVID-19: veja quais cidades de Pernambuco receberam lotes da vacina vencida da AstraZeneca

0

A notícia de que doses vencidas da vacina da AstraZeneca podem ter sido aplicadas em milhares de brasileiros surpreendeu a sociedade, nesta sexta-feira (2). Após o caso vir à tona, as pessoas que receberam o imunizante querem saber se foram imunizadas dentro do prazo de validade, ou não. Em Pernambuco, 95 cidades receberam os lotes da vacina vencida da AstraZeneca.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) revelou que está investigando a situação com os municípios, responsáveis pela aplicação das doses, “para verificar se a informação procede ou se foi erro de digitação, e faça a busca ativa das pessoas que efetivamente foram imunizadas com doses fora da validade”.

Ainda segundo a SES-PE, “o possível erro vacinal (1.268 doses), que precisa ser prontamente investigado para saber se existiu ou não, representaria 0,02% do total de doses aplicadas” em Pernambuco, que já aplicou mais de 4,2 milhões de doses de vacinas contra a covid-19.

Veja a nota completa da SES-PE:

“A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informa que já entrou em contato com o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-PE) para acionar os municípios que tiveram registro no sistema de aplicação de doses vencidas para que o gestor municipal, responsável pela aplicação das doses na população, avalie os casos, para verificar se a informação procede ou se foi erro de digitação, e faça a busca ativa das pessoas que efetivamente foram imunizadas com doses fora da validade. Destaca-se que, até o momento, Pernambuco aplicou mais de 4,2 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19. O possível erro vacinal (1.268 doses), que precisa ser prontamente investigado para saber se existiu ou não, representaria 0,02% do total de doses aplicadas.

Em caso de administração de vacina vencida, a orientação do Ministério da Saúde (MS) é fazer a notificação do caso no e-SUS Notifica e acompanhar o munícipe. Essa dose não deverá ser considerada válida, sendo recomendada a revacinação do indivíduo com um intervalo de 28 dias após dose anteriormente administrada.

Frisa-se que, em cada entrega de vacina, são repassadas as notas fiscais onde constam as informações sobre o lote e data de vencimento. O Programa Estadual de Imunização (PNI-PE) reforça constantemente com as cidades a importância de manter o monitoramento dos estoques, para evitar situações como essa, além de manter diálogo e reuniões periódicas para reforçar as ações de segurança e qualificação para o processo de imunização.

É preciso destacar, ainda, que o Estado de Pernambuco montou uma operação logística para que as vacinas contra a Covid-19 pudessem chegar rapidamente aos municípios, já que a imunização fica a cargo dos gestores municipais. Desde o início da campanha, em 18 de janeiro, o Estado tem entregue as vacinas em até 24 horas após a chegada no Programa Estadual de Imunização.

Por fim, a SES-PE ratifica a importância dos gestores municipais ficarem atentos às orientações e aos documentos técnicos relacionados à campanha e que está à disposição das cidades para prestar o devido assessoramento técnico”.

Veja municípios que teriam aplicado doses dos lotes vencidos:

Abreu e lima

Afrânio

Águas belas

Araripina

Arcoverde

Belém de Maria

Belém de São Francisco

Betânia

Bezerros

Bodocó

Bom conselho

Bom jardim

Brejo da madre de deus

Buíque

Cabo de santo agostinho

Caetés

Calcado

Camaragibe

Camutanga

Canhotinho

Capoeiras

Carnaíba

Carnaubeira da penha

Caruaru

Catende

Chã Grande

Condado

Correntes

Cortes

Cumaru

Cupira

Custodia

Escada

Exu

Flores

Frei Miguelinho

Gameleira

Garanhuns

Glória do Goitá

Goiana

Gravatá

Igarassu

Ipubi

Itaíba

Itaquitinga

Jaboatão dos Guararapes

Jataúba

Jatobá

Joao Alfredo

Joaquim nabuco

Jupi

Jurema

Jurema

Lagoa de Itaenga

Lagoa grande

Lajedo

Limoeiro

Machados

Nazaré da mata

Olinda

Ouricuri

Panelas

Parnamirim

Paudalho

Paulista

Pedra

Recife

Rio formoso

Salgueiro

Saloá

Santa Cruz da Baixa Verde

Santa Cruz do Capibaribe

São Benedito do Sul

São Bento do Una

São Caitano

São Joao

São José do Egito

São Lourenço da Mata

Serra Talhada

Sertânia

Sirinhaém

Solidão

Surubim

Tacaratu

Taquaritinga do norte

Timbaúba

Toritama

Tracunhaém

Triunfo

Tupanatinga

Verdejante

Vertente do Lério

Vertentes

Vicência

Vitoria de Santo Antão

O que dizem as prefeituras?

A Prefeitura do Recife se manifestou sobre o caso. Segundo a Secretaria de Saúde da capital pernambucana, nenhuma dose de vacina contra covid-19 foi aplicada fora do prazo de validade. “As últimas doses do lote 4120Z005, cujo prazo de validade era 14 de abril, mencionado pela reportagem da Folha de São Paulo foram ministradas, na cidade, até o dia 25 de fevereiro. A Secretaria esclarece ainda que houve um erro durante o registro de duas doses no sistema do Ministério da Saúde”, diz a nota.

A Prefeitura de Caruaru também negou ter aplicado doses vencidas. “A Secretaria de Saúde de Caruaru esclarece que o lote 4120z005 foi o primeiro lote de AstraZeneca a chegar no município. O recebimento aconteceu no dia 26 de janeiro de 2021. No dia 14 de abril de 2021, data de vencimento do lote, todas as doses já tinham sido aplicadas entre os dias 26/01 e 03/03. As 36 doses que contam no sistema como aplicadas fora do prazo de validade, na verdade, trata-se de um erro no sistema de informação do Ministério da Saúde, que já está sendo corrigido”, diz a nota.

Quais lotes venceram?

A vacina da AstraZeneca, a vacina mais usada no Brasil, responde por 57% das doses já aplicadas. Os imunizantes com o prazo de validade expirado fazem parte de de oito lotes importados ou adquiridos por consórcio. Um dos lotes venceu no dia 29 de março.

Veja os lotes da vacina da AstraZeneca que venceram:

4120Z001 expirou em 29 de março

4120Z004 expirou em 13 de abril

4120Z005 expirou em 14 de abril – (70% das doses aplicadas depois da validade é desse lote)

CTMAV501 expirou em 30 de abril

CTMAV505 expirou em 31 de maio

CTMAV506 expirou em 31 de maio

CTMAV520 expirou em 31 de maio

4120Z025 expirou em 04 de junho

PMB abre licitação de 127.488,00 para rádios fazerem propaganda institucional

0

Mais uma aberração, desproposital, do governo municipal de Bodocó. Durante seis meses de administração, o prefeito, Dr. Otávio Pedrosa, com dinheiro em caixa não abriu licitação para compra de remédios nem atendimento ao povo carente do municipio. Até as ambulâncias trabalham com precariedade para conduzir os pacientes entre Bodocó e Ouricuri. Tudo isso acontecendo e a gestão abre licitação para gastar mais de 120 mil com propaganda em rádios.

ISSO É VERGONHOSO!

VEJAM O EDITAL ABAIXO:

PROCESSO LICITATÓRIO Nº 073/2021.
INEXIGIBILIDADE Nº 007/2021 – PMB
RECEBIMENTO DAS SOLICITAÇÕES DE CREDENCIAMENTO: A PARTIR DO DIA 12/07 A 31/12/2021.
NOS DIAS DE EXPEDIENTE DA PREFEITURA.
HORÁRIO: 8H ÀS 13H.
OBJETO:
O objeto do presente Chamamento Público consiste no credenciamento de emissoras de rádio com
canal aberto para realização de veiculação e publicação de publicidade institucional do Município de
Bodocó de interesse social prevista no art. 37 § 1º da Constituição Federal, produzidos e criados pela
própria Administração, pelo período de 12 (doze) meses.
VALOR ESTIMADO: R$ 127.488,00 (cento e vinte e sete mil e quatrocentos e oitenta e oito reais).
VIGÊNCIA DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS: 12 (doze) meses.
Edital e demais informações na sede da Prefeitura, sito na Avenida Floriano Peixoto, N.º 78, Centro,
Bodocó (PE). Fone/Fax: 0**87-3878-1156 Ramal – 217, e/ou pelo site da Prefeitura de Bodocó:
http://www.bodoco.pe.gov.br/.
Bodocó (PE), 01/07/2021.
FRANCISCO EDIMILSON DO NASCIMENTO
Presidente da CPL.

 

Doses da vacina AstraZeneca vencidas, foram aplicadas também em Bodocó

0

Segundo registros oficiais, cerca de 26 mil doses da AstraZeneca fora da validade foram aplicadas em 1.532 municípios, BODOCÓ é um deles.

Segundo a folha de São Paulo, a recomendação é  encontrar essas pessoas que foram vacinadas com o lote vencido. De acordo com o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19, quem tomou o imunizante vencido precisa se revacinar pelo menos 28 dias depois de ter recebido a dose administrada equivocadamente. Na prática, é como se a pessoa não tivesse se vacinado. Portanto, aqueles que foram vacinados no PSF 08 (BODOCÓ)  e PSF 01 (FEITORIA) devem  procurar a secretaria ou PSF para informações.

fonte: https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2021/07/milhares-no-brasil-tomaram-vacina-vencida-contra-covid-veja-se-voce-e-um-deles.shtml

 

 

Bodocó recebe mais um ônibus escolar de emenda do ex-deputado Bruno Araujo a pedido do ex-prefeito Túlio Alves

0
Foto: Bruno Araujo. Presidente Nacional do PSDB

As conquistas da gestão anterior continuam chegando ao município. Enquanto, após 180 dias de gestão, a administração continua sem norte para Bodocó.

Em conversa com o ex-prefeito Túlio Alves, em 2019, o ex-deputado Bruno Araujo, amigavelmente, se empenha e relaciona Bodocó nas suas prioridades de emendas. Em fevereiro de 2021 ainda reforçou pedido, como segue oficio ao lado. Hoje, o prefeito atual recebe o veículo sem reconhecer os autores.

Estudantes da rede pública, agradecem ao amigo Bruno Araujo (Presidente Nacional do PSDB) pelo respeito e reconhecimento.

E como eu já havia falado nesse blog, repito: ARTICULAÇÃO POLÍTICA SE FAZ COM EMPATIA, CAPACIDADE E CONHECIMENTO, E NÃO COM ENDIVIDAMENTO DO MUNICÍPIO QUE JÁ É POBRE.

Projeto de Lei sobre autorização para empréstimo de quatro milhões e quinhentos mil reais para compra de ônibus em Bodocó, foi aprovado, hoje.

0

Após gerar debate nas redes sociais sobre o empréstimo que endivida o município, o prefeito Dr. Otávio Pedrosa manda seus secretários para a sessão de hoje, para explicar e tirar as dúvidas sobre o projeto.

O projeto de Lei No. 008/2021, DE 08 DE JUNHO DE 2021, trata-se de uma linha de crédito oferecida pelo Banco do Brasil com juros de pelo menos 9,5% a.a, segundo o secretário de Administração, o senhor Carlos Eduardo que esclareceu também que isso vai gerar uma grande economia para o município, mas não se sabe ainda os valores das parcelas e nem o juro real que só será possível no ato de homologação do empréstimo, caso seja aprovado.  O Secretário de educação, o senhor Elinaldo galindo disse que a informação do empréstimo, foi repassada para ele em uma reunião com o FNDE, o qual foi avaliado pelo prefeito, Dr. Otávio e imediatamente enviado à Câmara para votação. Esse empréstimo deverá comprar entre 18 a 20 ônibus que levará mais dignidade aos alunos do campo, disse o secretário.

Os argumentos apresentados não convenceram os vereadores Joel Bezerra, Daniel Tavares e Chico Bolim que acharam bastante vagos e com riscos de endividamento para Bodocó. Os três vereadores afirmaram que por consequência da pandemia, não acham conveniente adquirir dívidas em um momento de tamanha instabilidade, onde não se sabe ao certo o que vai acontecer, e portanto, as prioridades para o momento são outras.

Os vereadores Dário Brito, Mikael Felix e Aluizio Andrade da base da oposição, votaram a favor do projeto do prefeito, usando os mesmo argumentos destacados pela situação, sem levar em consideração mais uma dívida que o munícipio terá que pagar, caso seja aprovado pelo banco, que, naturalmente, será.

Visitando a página da Secretaria do Tesouro Nacional, pude constatar que se depender da gestão eficiente dos últimos quatros anos, o recurso será liberado. A linha de crédito oferecida será acessada pelos municípios que tiverem cumprido com as regularidades e tributos fiscais, portanto a depender disso, Bodocó está bem na fita e tem grandes chances de aprovar o projeto. no entanto, para o banco isso é ótimo, só saberemos o resultado e as consequências para o município daqui a alguns anos. O projeto tem 06 (seis) meses de carência e 60 (sessenta) meses para ser pago, ou seja cinco anos.

Na verdade, esse projeto beneficia mesmo é o governo federal que retira das suas costas o preço da cobrança dos deputados pedindo ônibus para os seus municípios, e sobrecarrega o município em endividamentos com juros altos. A falta de articulação política do governo municipal fica clara em ações como essa. Bodocó foi entregue de forma positiva e tranquila financeiramente, não custava nada o grupo atual correr atrás de emendas e evitar mais uma dívida para o município, já que a cidade está linda e organizada, inclusive, recebendo nos próximos dias mais um ônibus, a pedido do ex-prefeito Túlio Alves, ao deputado Bruno Araújo.

Gestão municipal em cidade com pouca arrecadação, se faz com conquistas e articulação política, e não com endividamento.

Para finalizar esse assunto, falta esclarecer que a dívida de 4,5 milhões será somada aos custos que antes, eram dos donos de ônibus. A compra dos ônibus, não exime o município dos custos de: Combustível, manutenção e motorista que antes eram custeados pelos proprietários dos veículos. A partir de agora, após aprovação do empréstimo, esses custos serão somados também aos 4,5 milhões que Bodocó terá que pagar a todo custo.  Vamos aguardar!