Home Nacional Bolsonaro de volta a Pernambuco

Bolsonaro de volta a Pernambuco

165
0

Depois de passar por vários Estados nordestinos, o presidente Bolsonaro aterrissa, amanhã, em Sertânia, de volta a Pernambuco, para cumprir mais uma agenda na área hídrica. Faz o acionamento das comportas do Ramal do Agreste no reservatório de Barro Branco. A medida vai possibilitar o início dos testes na estrutura e o enchimento do sistema adutor até o Reservatório Negros-Góis.

Bolsonaro chega na companhia dos ministros Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional, e Gilson Machado Neto, do Turismo. Também na comitiva o líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB), e boa parte da bancada federal, entre eles Fernando Bezerra Filho (DEM), Fernando Monteiro (PP), André Ferreira (PSC), Eduardo da Fonte (PP) e Sílvio Costa Filho (Republicanos).

O projeto integra o sistema da Transposição do São Francisco. Após saírem do reservatório de Barro Branco, as águas passam por oito canais, três sifões e três túneis, que somam 37,4 quilômetros, até chegar ao reservatório Negros, que tem capacidade de armazenar 14,7 milhões de metros cúbicos de água. Toda essa estrutura integra o Marco número 1 da obra, que ainda é composto por mais dois trechos.

O empreendimento tem 70,8 quilômetros de extensão e capacidade de vazão de 8 mil litros de água por segundo. Quando finalizado, o Ramal do Agreste levará as águas do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco à região de maior escassez hídrica de Pernambuco, podendo atender 68 cidades e mais de 2,2 milhões de pessoas por meio da Adutora do Agreste.

No total, o Ramal está orçado em R$ 1,67 bilhão e mobiliza cerca de 2,6 mil trabalhadores. Somente em 2020, R$ 559,5 milhões foram investidos na estrutura. A entrega do Ramal do Agreste, que completou 84,15% de execução, está prevista para junho deste ano.

No Pajeú – A última vez que Bolsonaro pisou em solo pernambucano foi em outubro passado. Em São José do Egito, inaugurou a primeira fase da segunda etapa do Sistema Adutor do Pajeú, beneficiando cerca de 100 mil pessoas da região com a água do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco. Ali, foram investidos R$ 245 milhões, por meio do Departamento Nacional de Obras contra as Secas (Dnocs). Entre 2019 e 2020, os repasses totalizaram R$ 12,7 milhões. São 193,4 quilômetros com sete estações de bombeamento e sete reservatórios apoiados. A água da Adutora do Pajeú é captada no Eixo Leste, em Sertânia (PE), e distribuída para os distritos e sede dos municípios de Carnaubeira da Penha, São José do Egito, Tuparetama, Itapetim, em Pernambuco, e Princesa Isabel, na Paraíba.

Fonte: Blog Magno \Martins

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here