Home Nacional Bolsonaro demite presidente da Petrobras e nomeia general pernambucano para o cargo

Bolsonaro demite presidente da Petrobras e nomeia general pernambucano para o cargo

143
0
Novo diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, General Joaquim Silva e Luna, discursa durante cerimônia de posse.
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) demitiu na noite desta sexta-feira (19) o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco. Para o cargo, Bolsonaro nomeou o general pernambucano Joaquim Silva e Luna, atual presidente da Itaipu Binacional. O militar também é ex-ministro da Defesa, ocupando a pasta no fim do governo Michel Temer.
O anúncio foi feito no Facebook do presidente, com uma nota do Ministério de Minas e Energia. “O governo decidiu indicar o senhor Joaquim Silva e Luna para cumprir uma nova missão, como conselheiro de administração e presidente da Petrobras, após o encerramento do ciclo, superior a dois anos, do atual presidente, senhor Roberto Castello Branco”, afirma a postagem na rede social de Bolsonaro.
A mudança ocorre no mesmo dia em que o presidente declarou que haveria alterações na empresa. “Anuncio que teremos mudança, sim, na Petrobras. Jamais vamos interferir nessa grande empresa, na sua política de preço. Mas o povo não pode ser surpreendido com certos reajustes. Faça-os, mas com previsibilidade. É isso que queremos”, apontou Bolsonaro, em visita a Pernambuco na manhã desta sexta-feira.
O presidente criticou o aumento nos combustíveis, que começou a valer nesta sexta. “Teve um aumento, no meu entender, e vou criticar, um aumento fora da curva da Petrobras. Dez por cento hoje na gasolina e 15% no diesel, é o quarto reajuste no ano. A bronca sempre vem para cima de mim, só que a Petrobras tem autonomia”. Bolsonaro chegou inclusive a dar indiretas a Roberto Castello Branco, ao falar que “exige e cobra transparência de todos aqueles que têm responsabilidade de indicar“.
Aos 71 anos e nascido em Barreiros, na Zona da Mata, o general Silva e Luna é doutor em Ciências Militares pela Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (1987/88). No Ministério da Defesa foi ainda secretário-geral da pasta, onde também foi secretário de Pessoal Ensino, Saúde e Desporto. O pernambucano foi o primeiro militar a ocupar o ministério desde a criação da pasta, em 1999.
Fonte Diário de Pernambuco

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here