Home Nacional Estado deve anunciar medidas de flexibilização até amanhã

Estado deve anunciar medidas de flexibilização até amanhã

36
0

O secretário de Desenvolvimento do Estado, Geraldo Julio, e a secretária executiva da pasta, Ana Paula Vilaça, andam debruçados sobre uma série de reuniões nos últimos dias, que visam a ajustes a serem imprimidos nas restrições estabelecidas pelo último decreto da gestão estadual, que previu, após a quarentena mais rígida de 14 dias, uma reabertura gradual a partir de primeiro de abril. Além de irem à mesa com o secretário de Saúde, André Longo, Geraldo e Ana Paula também fizeram uma série de auscultas. Entre elas, com o Movimento Pró-Pernambuco, composto por entidades de classe representativas dos segmentos de indústria, comércio, serviços e de profissionais liberais. Como as restrições do último decreto perdem a vigência no próxim domingo, os auxiliares do governador Paulo Câmara andam fechando os últimos ajustes para anunciarem algumas reformulações. Houve quem não descartasse que novas medidas pudessem ser anunciadas ainda hoje, mas predomina, nos bastidores, a ideia de que o conjunto deve ser fechado até amanhã. “Tem setores totalmente fechados, o comércio de praia está totalmente fechado. Pode haver um ajustezinho”, observa uma fonte do governo, em reserva, à coluna. Nos sábados, domingos e feriados, as atividades econômicas estão permitidas, hoje, das 10h às 17h e há uma bolsa de apostas sobre flexibilização desse horário também.

Com destino à Casa Branca
Como a coluna antecipara, a carta dos governadores endereçada ao presidente Joe Biden foi entregue, ontem, em audiência virtual ao embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman. Além do governador Renato Casagrande (ES), o governador Paulo Câmara, que, originalmente, não estava previsto no encontro, também participou, assim como Wellington Dias (PI), e Sérgio Xavier, articulador do movimerno Governadores pelo Clima, entre outros.

Cúpula > Aos gestores, Todd Chapman realçou que, “mesmo durante a pandemia”, é importante “pensar no planeta” e sublinhou o papel da Cúpula do Clima, que ocorre amanhã e sexta, sob o comando de Joe Biden, nessa missão. Chapman destacou a necessidade de “proteger o planeta” e, ao mesmo tempo, “desenvolver a economia”.

Superpotência > Dirigindo-se aos governadores, Todd Chapman disse enxergá-los “comprometidos em encontrar soluções” e afirmou confiar “nas autoridades locais”. O embaixador defendeu que é preciso ver o desafio como grande oportunidade econômica e disse acreditar que o Brasil “pode ser uma superpotência mundial na área do meio ambiente”. A carta foi enviada ontem mesmo à Casa Branca.

A conta > O Consórcio Nordeste também esteve reunido, ontem, com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Em pauta, a formalização de contrato entre o Ministério da Saúde e os Estados que compraram a Sputnik V. O acordo sobre o tema fora feito com o ex-ministro Eduardo Pazuello e o assunto ainda não havia sido tratado com Marcelo Queiroga. Os gestores queriam saber se o Governo Federal irá ressarcir a compra das 37 milhões de doses da vacina russa, feita pelo Consórcio.

Inequação > Queiroga informou que esse ressarcimento vai depender da liberação da Anvisa, o que tornaria possível a inclusão dessas vacinas no PNI. Caso as doses entrem no Brasil por autorização do STF, a conta ficará mais difícil de ser fechada, disse o ministro.

Movimento > Presidente do Solidariedade-PE, Augusto Coutinho recebeu, ontem, ao lado do vereador Rodrigo Coutinho, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Julio. Em pauta, “Pernambuco e os novos desafios”. Geraldo é cotado para concorrer ao Governo do Estado.

Fonte: Foçlha PE

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here