Home Blog Page 17

Em entrevista modesta, prefeito de Bodocó não apresenta projeto de governo e fala sobre situações corriqueiras da administração

0

O novo prefeito de Bodocó que tomou posse há 26 dias, Dr. Otávio Pedrosa, em entrevista à rádio liberal não correspondeu às expectativas esperada pelos munícipes bodocoenses. O prefeito, em entrevista não falou dos projetos da nova gestão, e se absteve, apenas, em comentar sobre as obras em andamento e reforma da previdência que atingiu diretamente o Funprebo. (Fundo de Previdência de Bodocó).

Em pauta, na entrevista, tanto o prefeito como os dois secretários presentes, tentaram externar que o desconto de 14% na folha dos aposentados era presente herdado da gestão anterior, onde todos são conscientes de que os reajustes dos valores de aplicação das alíquotas da contribuição previdenciária é com base na Lei complementar federal 103/2019. A surpresa que ocorreu, apenas agora, no município de Bodocó, é que o Funprebo, até então, não havia ainda implantado o desconto na folha dos inativos, o qual deve ocorrer esse mês. O Funbrepo é um Fundo com gerência própria e não é a prefeitura que trata diretamente da folha dos inativos.

A Lei N. 1.571-2020 foi encaminhada para a Câmara Municipal de Bodocó em junho de 2020 em face da Emenda Constitucional 103/2019.  O desconto na folha dos servidores da ativa ocorreu em Julho de 2020.

Desta forma, o Sinteb (Sindicato dos trabalhadores da educação), mais uma vez comprova a sua ineficiência e tenta polemizar de forma politiqueira o que de fato não passa de uma obrigação municipal em regulamentar uma lei federal. Entenda mais sobre isso, no link abaixo: https://www.cnm.org.br/comunicacao/noticias/reajustados-os-valores-de-aplicacao-das-aliquotas-da-contribuicao-previdenciaria

Ainda em entrevista, Dr. Otávio falou sobre o “cemitério de obras” deixadas pela gestão anterior. O Termo usado pelo novo gestor deve ser respondido em breve, já que as inúmeras obras deixadas ainda em fase de acabamento estão todas habilitadas à sua continuidade, diferente do cemitério deixado em 2016 que não há mais nenhum tipo de renegociação para a finalização, como é o caso do complexo industrial do leite.

Acompanhando a entrevista pelo Instagram do Sr. Prefeito, Dr. Otávio, foi possível ouvir o entrevistador perguntar se “o ex-prefeito havia deixado dinheiro em conta”, a pergunta do radialista não foi respondida nem tampouco dado sequência, mas o povo de Bodocó quer saber.

Bodocó, foi um dos poucos municípios que mais atraiu investimentos em obras no estado de Pernambuco. Foram mais de 20 milhões aplicados na cidade e na zona rural e que o ex- prefeito deve esclarecer em breve, sobre sua gestão, ou mesmo, o ex-secretário de Infraestrutura, Brivaldo Alves.

Foi perguntado também sobre o Garantia Safra que muitos dos agricultores ainda não receberam o boleto para pagamento. O prefeito respondeu que já haviam entregue mais de 80% dos boletos. O prazo para pagamento se encerra dia 30/01.

BODOCÓ NÃO VAI RECEBER GARANTIA SAFRA

O Programa Garantia Safra, referente a SAFRA 2020 não vai beneficiar os agricultores de Bodocó. O ex-prefeito Túlio Alves deixou tudo pago e regulamentado, no entanto, os agricultores serão prejudicados, caso o prefeito e o secretário não corram atrás de tentar justificar e comprovar que a safra de Bodocó merece reconhecimento de perda. O mesmo problema ocorreu em 2020, mas foi sanado pelo ex- prefeito Túlio Alves e a ex-Secretária de Agricultura, Lusimar Lima que não mediu esforços junto ao deputado Fernando Filho e ao Senador Fernando Bezerra Coelho para que o benefício chegasse às mãos dos agricultores e agricultoras.

A apresentação do prefeito e seus secretários, não deixou nenhuma controvérsia, a não ser de que dará continuidade e celeridade ao desenvolvimento de Bodocó. Agora é aguardar pra ver!

O povo de Bodocó também aguarda a gestão de Túlio Alves se pronunciar e prestar conta dos saldos deixados nas Secretarias de Infreestrutura, Assistente Social e Saúde. Bem como um apanhado geral de toda a gestão.

 

 

 

Após publicação de Lusimar Lima, Secretaria emite comunicado sobre 1/3 de férias

0

Apesar de não ter justificativas, já que tem dinheiro em caixa da maior parcela do FPM dos últimos 18 anos, a Secretaria de Educação emitiu comunicado há 1 hora atrás, explicando que pagamento do terço de férias sairá junto com a folha de pagamento de Janeiro.

Pagamento do terço de férias dos professores de Bodocó não sai e prefeitura recebe a maior parcela do FPM dos últimos 18 anos

0
Em 2017 a gestão de Túlio Alves justificou e comprovou as dificuldades da Secretaria de Educação expondo para a população um órgão endividado e sucateada. Hoje, a realidade é outra. O governo que passou, entregou uma cidade organizada e secretarias com dinheiro em caixa. A Secretaria de educação foi repassada sem dívidas. O prefeito Tulio Alves, pensando na continuidade do desenvolvimento de Bodocó repassou do FPM para a Educação o valor de 760 mil reais para pagamento da folha de dezembro dos professores.
A parcela do FPM que caiu no dia 08 de Janeiro nos cofres da prefeitura foi de R$ 2.089.548,01 (dois milhões e oitenta e nove mil, quinhentos e quarenta e oito reais e um centavo). Segundo o CNM (Confederação Nacional de Municípios), essa foi a maior parcela desde 2003. Essa parcela, inclusive, é 53,83% maior do que o mesmo período do ano passado. Portanto, dinheiro tem para pagar a quem devemos respeito; os professores.
Dada as situações acima citadas, as perguntas que não calam são:
– QUAL A JUSTIFICATIVA PARA O NOVO PREFEITO NÃO TER PAGO ATÉ AGORA O 1/3 DE FÉRIAS DOS PROFESSORES DE BODOCÓ?
Por: Lusimar Lima
Jornalista DRT 0004738/PE

BB anuncia programa de demissão voluntária para 5 mil funcionários

0

O Banco do Brasil anunciou nesta segunda-feira (11) a abertura de dois Programas de Demissão Voluntária com a previsão de adesão de cerca de 5 mil funcionários.

Foi anunciado ainda o fechamento de 361 unidades – 112 agências, 7 escritórios e 242 postos de atendimento – no primeiro semestre deste ano – veja mais informações abaixo.

As chamadas modalidades de desligamento incentivado voluntário aos funcionários são as seguintes:

  • Programa de Adequação de Quadros (PAQ), a fim de otimizar a distribuição da força de trabalho, equacionando as situações de vagas e excessos nas unidades do banco. Além da opção de desligamento, o PAQ incentiva movimentações laterais para unidades onde existam vagas.
  • Programa de Desligamento Extraordinário (PDE), disponível a todos os funcionários do BB que atenderem aos pré-requisitos e é específico para o incentivo ao desligamento, com limite de 5 mil adesões.

Os programas possuem regulamentos específicos que estabelecem as regras para adesão, que não foram especificados no fato relevante anunciado aos investidores.

O número final de adesões, assim como o impacto financeiro, serão informados ao mercado após o encerramento dos períodos de adesão, que ocorrerá até 5 de fevereiro, informa o banco.

Em ambos os programas, a adesão é voluntária e de caráter pessoal. Os incentivos variam de acordo com as condições estabelecidas por cada programa e pelas condições de cada funcionário.