Home Blog Page 18

Casa de apoio de Bodocó para tratamento de saúde no Recife vira pensão de aglomeração e é rejeitada por pacientes

0

Pacientes que fazem tratamento no Recife contra doenças de todos os tipos, se revoltam com a “inovação” implantada que trata o povo com desrespeito, falta de cuidado com a vida e desumanidade.

Enquanto o prefeito Dr. Otávio Pedrosa baixa decreto municipal proibindo aglomeração com mais de 10 pessoas, na casa de apoio no Recife, onde os risco são maiores ainda, o prefeito age ao contrário. Os quartos ultrapassam a lotação. a falta de privacidade para os filhos de Bodocó é um dos grandes problemas encontrados. A casa de apoio que antes era tratada com destaque, pela humanização e acolhimento ao povo de Bodocó, hoje, a inovação bateu de forma diferente e surpreendeu a quem precisa desse acolhimento nos momentos mais difíceis da vida.

A pensão da inovação é uma casa para sete municípios: Orocó
Bodocó, Santa Filomena, Ouricuri, Calumbi e Tacaratu. Os quartos aglomerados, alguns sem janelas preocupa quem precisa desse apoio. A água para beber é de poço e sem tratamento, que até para tomar banho, está provocando coceira nos pacientes. Um dos pacientes presenciou o abastecimento da água oriunda de poço artesiano. Mas, as irregularidades, e porque não dizer, atrocidades, não param por ai, outros problemas como a alimentação, também é criticado por todos. As pessoas alegam, que não aguentam mais comer sopa. Àqueles que levam um dinheirinho a mais, se quiserem algo melhorzinho precisam sair para comer pelo menos uma tapioca, relata um deles. O cafezinho que antes era a vontade, hoje, quem quiser tem que chegar bem cedinho ou ficar de olho no café da tarde, pois as duas ou três garrafas que são feitas para dezenas de pessoas, na maioria das vezes não supre a demanda. A nova administração da casa não permite que os pacientes façam o seu café, como ocorria na gestão passada do prefeito túlio Alves.

A revolta é geral entre os munícipes bodocoenses que se sentem desrespeitados no momento em que mais precisam dos serviços da saúde. Alguns quartos cheiram mal por serem abafados e com muita gente. “ Não há condição de permanecer aqui e não foi para isso que um médico foi eleito prefeito” diz um dos pacientes que não quer ser citado por medo de retaliação. “Eu preciso vir sempre para cá, mas dessa forma vou contrair mais doenças” diz o senhor revoltado com lágrimas nos olhos.

Nos discursos de palanque e em vídeos nas redes sociais, o partido que ganhou as eleições em Bodocó prometia INOVAÇÂO, principalmente na saúde. O atual prefeito, Otávio Pedrosa que conceituou a saúde do município como “saúde pão com ovo”, agora precisa mostrar a saúde CAVIAR que inicia de forma cruel aos filhos bodocoenses que exigem uma casa de apoio no modelo da casa da gestão do ex-prefeito Túlio Alves. O povo de Bodocó aguarda providências!

Em entrevista modesta, prefeito de Bodocó não apresenta projeto de governo e fala sobre situações corriqueiras da administração

0

O novo prefeito de Bodocó que tomou posse há 26 dias, Dr. Otávio Pedrosa, em entrevista à rádio liberal não correspondeu às expectativas esperada pelos munícipes bodocoenses. O prefeito, em entrevista não falou dos projetos da nova gestão, e se absteve, apenas, em comentar sobre as obras em andamento e reforma da previdência que atingiu diretamente o Funprebo. (Fundo de Previdência de Bodocó).

Em pauta, na entrevista, tanto o prefeito como os dois secretários presentes, tentaram externar que o desconto de 14% na folha dos aposentados era presente herdado da gestão anterior, onde todos são conscientes de que os reajustes dos valores de aplicação das alíquotas da contribuição previdenciária é com base na Lei complementar federal 103/2019. A surpresa que ocorreu, apenas agora, no município de Bodocó, é que o Funprebo, até então, não havia ainda implantado o desconto na folha dos inativos, o qual deve ocorrer esse mês. O Funbrepo é um Fundo com gerência própria e não é a prefeitura que trata diretamente da folha dos inativos.

A Lei N. 1.571-2020 foi encaminhada para a Câmara Municipal de Bodocó em junho de 2020 em face da Emenda Constitucional 103/2019.  O desconto na folha dos servidores da ativa ocorreu em Julho de 2020.

Desta forma, o Sinteb (Sindicato dos trabalhadores da educação), mais uma vez comprova a sua ineficiência e tenta polemizar de forma politiqueira o que de fato não passa de uma obrigação municipal em regulamentar uma lei federal. Entenda mais sobre isso, no link abaixo: https://www.cnm.org.br/comunicacao/noticias/reajustados-os-valores-de-aplicacao-das-aliquotas-da-contribuicao-previdenciaria

Ainda em entrevista, Dr. Otávio falou sobre o “cemitério de obras” deixadas pela gestão anterior. O Termo usado pelo novo gestor deve ser respondido em breve, já que as inúmeras obras deixadas ainda em fase de acabamento estão todas habilitadas à sua continuidade, diferente do cemitério deixado em 2016 que não há mais nenhum tipo de renegociação para a finalização, como é o caso do complexo industrial do leite.

Acompanhando a entrevista pelo Instagram do Sr. Prefeito, Dr. Otávio, foi possível ouvir o entrevistador perguntar se “o ex-prefeito havia deixado dinheiro em conta”, a pergunta do radialista não foi respondida nem tampouco dado sequência, mas o povo de Bodocó quer saber.

Bodocó, foi um dos poucos municípios que mais atraiu investimentos em obras no estado de Pernambuco. Foram mais de 20 milhões aplicados na cidade e na zona rural e que o ex- prefeito deve esclarecer em breve, sobre sua gestão, ou mesmo, o ex-secretário de Infraestrutura, Brivaldo Alves.

Foi perguntado também sobre o Garantia Safra que muitos dos agricultores ainda não receberam o boleto para pagamento. O prefeito respondeu que já haviam entregue mais de 80% dos boletos. O prazo para pagamento se encerra dia 30/01.

BODOCÓ NÃO VAI RECEBER GARANTIA SAFRA

O Programa Garantia Safra, referente a SAFRA 2020 não vai beneficiar os agricultores de Bodocó. O ex-prefeito Túlio Alves deixou tudo pago e regulamentado, no entanto, os agricultores serão prejudicados, caso o prefeito e o secretário não corram atrás de tentar justificar e comprovar que a safra de Bodocó merece reconhecimento de perda. O mesmo problema ocorreu em 2020, mas foi sanado pelo ex- prefeito Túlio Alves e a ex-Secretária de Agricultura, Lusimar Lima que não mediu esforços junto ao deputado Fernando Filho e ao Senador Fernando Bezerra Coelho para que o benefício chegasse às mãos dos agricultores e agricultoras.

A apresentação do prefeito e seus secretários, não deixou nenhuma controvérsia, a não ser de que dará continuidade e celeridade ao desenvolvimento de Bodocó. Agora é aguardar pra ver!

O povo de Bodocó também aguarda a gestão de Túlio Alves se pronunciar e prestar conta dos saldos deixados nas Secretarias de Infreestrutura, Assistente Social e Saúde. Bem como um apanhado geral de toda a gestão.

 

 

 

Após publicação de Lusimar Lima, Secretaria emite comunicado sobre 1/3 de férias

0

Apesar de não ter justificativas, já que tem dinheiro em caixa da maior parcela do FPM dos últimos 18 anos, a Secretaria de Educação emitiu comunicado há 1 hora atrás, explicando que pagamento do terço de férias sairá junto com a folha de pagamento de Janeiro.

Pagamento do terço de férias dos professores de Bodocó não sai e prefeitura recebe a maior parcela do FPM dos últimos 18 anos

0
Em 2017 a gestão de Túlio Alves justificou e comprovou as dificuldades da Secretaria de Educação expondo para a população um órgão endividado e sucateada. Hoje, a realidade é outra. O governo que passou, entregou uma cidade organizada e secretarias com dinheiro em caixa. A Secretaria de educação foi repassada sem dívidas. O prefeito Tulio Alves, pensando na continuidade do desenvolvimento de Bodocó repassou do FPM para a Educação o valor de 760 mil reais para pagamento da folha de dezembro dos professores.
A parcela do FPM que caiu no dia 08 de Janeiro nos cofres da prefeitura foi de R$ 2.089.548,01 (dois milhões e oitenta e nove mil, quinhentos e quarenta e oito reais e um centavo). Segundo o CNM (Confederação Nacional de Municípios), essa foi a maior parcela desde 2003. Essa parcela, inclusive, é 53,83% maior do que o mesmo período do ano passado. Portanto, dinheiro tem para pagar a quem devemos respeito; os professores.
Dada as situações acima citadas, as perguntas que não calam são:
– QUAL A JUSTIFICATIVA PARA O NOVO PREFEITO NÃO TER PAGO ATÉ AGORA O 1/3 DE FÉRIAS DOS PROFESSORES DE BODOCÓ?
Por: Lusimar Lima
Jornalista DRT 0004738/PE

BB anuncia programa de demissão voluntária para 5 mil funcionários

0

O Banco do Brasil anunciou nesta segunda-feira (11) a abertura de dois Programas de Demissão Voluntária com a previsão de adesão de cerca de 5 mil funcionários.

Foi anunciado ainda o fechamento de 361 unidades – 112 agências, 7 escritórios e 242 postos de atendimento – no primeiro semestre deste ano – veja mais informações abaixo.

As chamadas modalidades de desligamento incentivado voluntário aos funcionários são as seguintes:

  • Programa de Adequação de Quadros (PAQ), a fim de otimizar a distribuição da força de trabalho, equacionando as situações de vagas e excessos nas unidades do banco. Além da opção de desligamento, o PAQ incentiva movimentações laterais para unidades onde existam vagas.
  • Programa de Desligamento Extraordinário (PDE), disponível a todos os funcionários do BB que atenderem aos pré-requisitos e é específico para o incentivo ao desligamento, com limite de 5 mil adesões.

Os programas possuem regulamentos específicos que estabelecem as regras para adesão, que não foram especificados no fato relevante anunciado aos investidores.

O número final de adesões, assim como o impacto financeiro, serão informados ao mercado após o encerramento dos períodos de adesão, que ocorrerá até 5 de fevereiro, informa o banco.

Em ambos os programas, a adesão é voluntária e de caráter pessoal. Os incentivos variam de acordo com as condições estabelecidas por cada programa e pelas condições de cada funcionário.