Home Blog Page 2

Vacinação contra a febre aftosa começa em 1º de maio

0

Na próxima segunda-feira, primeiro dia do mês de maio, inicia-se em todo o país a campanha para vacinação de bovinos contra a doença conhecida como febre aftosa que ataca os rebanhos com lesões do tipo afta nas bocas e pés dos animais. Esses sintomas começam a aparecer após a manifestação de febre. Como é uma infecção viral de fácil contágio é necessário atenção dos pecuaristas para não ter prejuízos com o gado.

O prazo final para que os criadores comprem as vacinas nas Casas Agropecuárias autorizadas se estende até o dia 31. É importante tomar alguns cuidados antes de adquirir o imunizante, devendo o pecuarista se certificar que aquela vacina estava conservada na temperatura ideal entre 2º C e 8º C graus e após levar para sua fazenda manter a conservação. Verifique a validade do produto. Devem ser usadas agulhas novas para aplicação da dose de 2 ml na tábua do pescoço de cada animal, preferindo as horas mais frescas do dia, para fazer a contenção adequada dos animais e a aplicação da vacina.

Além de vacinar o rebanho, o produtor deve também declarar ao órgão de defesa sanitária animal de seu estado. A declaração de vacinação deve ser realizada de forma online ou, quando não for possível, presencialmente nos postos designados pelo serviço veterinário estadual nos prazos estipulados.

Segundo informações da Adagro, em Pernambuco já foram registrados 40 casos de contaminações do Aftovírus em seres humanos. Estas pessoas apresentaram febre leve, calafrios e bolhas nas mãos e na boca, porém, não houve mortes destes infectados. Desse modo a vacinação do rebanho se torna importante para evitar transtornos e danos maiores aos pecuaristas. Cabe ressaltar que aqui no estado há dois meses dedicados a campanha de vacinação que é maio e novembro.

0

Nesta quarta-feira (28), a partir das 19h, participo da live “Direto ao Assunto”, do Blog do Silvinho (@blogdosilvinho_oficial).

Vamos falar do cenário em Pernambuco e no Brasil neste momento de pandemia, mas também sobre os desafios que nos esperam no pós-pandemia. Você também pode acompanhar pelo perfil do instagram @armandomonteiro

Miguel Coelho esteve com Wolney Queiroz nesta quarta-feira para discutir agendas para Pernambuco

0
Na manhã desta quarta-feira, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), visitou Caruaru e se reuniu com o deputado federal Wolney Queiroz (PDT) para conversar sobre assuntos do cenário político e agendas para Pernambuco. O encontro ocorreu na fazenda de Wolney, que expressou em suas redes sociais, ter ficado honrado com a presença do prefeito no município.

Miguel convidou o líder do PDT a compor uma aliança para discutir uma nova agenda para Pernambuco. O prefeito contou que ao conversar com Wolney, disse que os municípios precisam urgentemente debater alguns pontos, como “a recuperação econômica, a situação da saúde, vacinação, soluções para a infraestrutura, investimentos públicos que possam fazer todas as regiões se desenvolverem de forma justa”, contou. “O PDT pode ser muito importante para esse debate público que precisa ser feito”, frisou o prefeito.

O prefeito de Petrolina teve outra reunião com alguns empresários empresários de Caruaru que enxergam o potencial de Petrolina para receber investimentos no setor da construção civil. A assessoria de imprensa de Miguel afirmou que o prefeito destacou que o município sertanejo está aberto a novos empreendimentos e convidou o grupo empresarial a visitar a capital do Sertão do São Francisco.
Fonte: DP

IBGE Marco Aurélio, do STF, manda governo realizar Censo 2021, cancelado por falta de verba

0

O ministro Marco Aurélio, do STF (Supremo Tribunal Federal), mandou o governo federal realizar o Censo do IBGE em 2021.

O Executivo havia cancelado a realização do levantamento por falta de dinheiro.

O magistrado, porém, acolheu pedido do estado do Maranhão e determinou ao governo a “adoção de medidas voltadas à realização do censo”.

Ao sancionar o Orçamento de 2021 na última quinta-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez mais um corte na verba para o Censo demográfico.

No dia seguinte, o então secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, confirmou que a pesquisa não seria feita neste ano.

No dia seguinte, o então secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, confirmou que a pesquisa não seria feita neste ano.

Os recursos para a pesquisa, que inicialmente eram de R$ 2 bilhões, foram reduzidos para cerca de R$ 50 milhões. Esse é o valor que sobrou para o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) realizar estudos e preparar a pesquisa.

Marco Aurélio, porém, afirmou que a União e o IBGE, “ao deixarem de realizar o estudo no corrente ano, em razão de corte de verbas, descumpriram o dever específico de organizar e manter os serviços oficiais de estatística e geografia de alcance nacional”

“No caso, cabe ao Supremo, presentes o acesso ao Judiciário, a aplicabilidade imediata dos direitos fundamentais e a omissão dos réus, impor a adoção de providências a viabilizarem a pesquisa demográfica”.

Ao menos 16 prefeitos já morreram por Covid em 2021 no Brasil

0

Das 16 mortes, 13 ocorreram nos últimos 42 dias

As mortes de seis prefeitos que administravam municípios em cinco estados nas últimas três semanas elevaram para ao menos 16 os óbitos provocados pela Covid-19 de governantes que assumiram ou foram reconduzidos ao cargo no último dia 1º de janeiro.

Os prefeitos tinham idades entre 43 e 65 anos e, em alguns casos, já não estavam no período de transmissão da doença, mas ficaram até mais de um mês internados devido às complicações decorrentes do coronavírus.

Das 16 mortes, 13 ocorreram nos últimos 42 dias, período em que os óbitos causados pela pandemia se aceleraram no país.

Em Itanhandu, no sul de Minas Gerais, Carlos Gonçalves da Fonseca (Podemos), 56, morreu na noite do último sábado (24), após mais de um mês internado no hospital da cidade.

Depois de assumir pela primeira vez como prefeito em 1º de janeiro, Carlinhos, como era conhecido na cidade mineira de 15 mil habitantes, foi internado em 20 de março com sintomas da Covid-19.

“Nosso prefeito lutou bravamente. Pessoa do bem, amigo, alegre, sempre preocupado com os mais necessitados”, diz trecho de comunicado da Casa de Caridade Dr. Rubens Nilo. Ainda na noite de sábado, houve um cortejo pelas ruas da cidade.

O novo prefeito é Paulo Henrique Pinto Monteiro, o Paulinho (PSB), 27, que decretou luto oficial de três dias.

Também foi decretado luto, mas de sete dias, em Nova Olinda, no Tocantins, após a morte do prefeito Temistocles Domingos da Silva, o Temis (PSD), 50, que ocorreu no mesmo dia devido a complicações provocadas pela doença.

Em comunicado, a família do prefeito informou que Temis não estava em fase de transmissão da Covid-19 quando morreu, mas devido à comoção e aglomeração de pessoas, o velório foi restrito aos familiares. Ele estava intubado desde o dia 9. “Os sonhos do prefeito Temis estão vivos, continuaremos na luta por uma sociedade mais justa, igualitária e fraterna”, diz o comunicado da família.

O agricultor Jesus Evaristo Cardoso, o Jesuszinho (MDB), 65, assumiu o cargo com a morte de Temis.

No Rio Grande do Sul, o prefeito de Coxilha, Ildo José Orth (PP), 65, morreu na manhã do último dia 19 em decorrência de um infarto causado pelas complicações da Covid-19, de acordo com a prefeitura, que decretou luto de sete dias.

Orth estava em seu terceiro mandato e vinha de reeleição -estava no cargo desde janeiro de 2017. Seu corpo foi velado em um ginásio poliesportivo, já que, segundo a administração, não havia mais risco de transmissão da doença. Quem assumiu o cargo foi João Manica (PP), 37.

Três dias antes, Jair Carniato (PTB), 62, que governava Taguaí (a 350 km de São Paulo), morreu em Londrina, município paranaense distante 237 quilômetros, onde estava internado.
Carniato chefiava a cidade pela quarta vez –antes da vitória no ano passado, foi eleito em 2004, 2008 e 2016.

“O povo de Taguaí está triste e chora a perda de um taguaiense que dedicou sua vida ao município. Será eternamente lembrado como o prefeito e amigo Jair Carniato”, informa trecho de comunicado da administração.

O vice, Éder Carlos Fogaça da Cruz, o Edinho Fundão (Republicanos), 50, assumiu o cargo e como primeira medida decretou luto de três dias na cidade.

Também em São Paulo, João Carlos Rainho (PSDB), que governava Dirce Reis (a 611 km da capital), morreu aos 49 anos, no dia 7.

Depois de ter sido eleito vereador em 2004, Rainho disputou pela primeira vez a eleição à prefeitura e venceu com ampla margem de votos (64,33%) para governar a cidade até 31 de dezembro de 2024.

Mas contraiu Covid-19 e, desde março, estava internado num hospital de São José do Rio Preto. Com isso, quem assumiu a prefeitura foi seu vice, o agricultor Roberto Carlos Visoná (MDB), 53, que já tinha sido eleito prefeito em 2012. A cidade é uma das menos populosas de São Paulo, com 1.799 habitantes.

Já no Ceará, Ivanildo Nunes da Silva, o Dinho do Zé do Honório (PT), 43, prefeito de Palhano, morreu no dia 3 no hospital regional de Quixeramobim após complicações cardiorrespiratórias causadas pela doença.

Ele, que estava em seu segundo mandato, foi substituído no cargo pelo agricultor Chico do Joaquinzinho (PTB), 52.

As outras sete cidades que tiveram mudança no governo em março devido à morte do titular por Covid-19 foram Hortolândia e Guararapes, em São Paulo; Pitimbu e Coremas, na Paraíba; Campanário, em Minas; Vitória da Conquista, na Bahia; e São Jorge, no Rio Grande do Sul.

Outras três perderam seus governantes eleitos em 2020 em janeiro: Campo Largo, no Paraná, Goiânia e Ereré, no Ceará.

Folha PE

Armando: “adiamento do Censo revela inversão de prioridades”

0

Em suas redes sociais, o ex-senador Armando Monteiro (PSDB) critica o adiamento do Censo 2021. Para ele, a decisão revela a insensibilidade e inversão de prioridades do Governo Bolsonaro.

Veja o que afirma Armando:

O adiamento do Censo 2021 é algo revelador da insensibilidade e da inversão de prioridades do Governo Bolsonaro. Ou será temor da nova fotografia do País, cujas condições socioeconômicas foram extraordinariamente agravadas nos últimos anos pela inépcia do governo e pelos efeitos da pandemia? O Brasil precisa mais do que nunca conhecer-se melhor nestes novos tempos.

Estoque de Geraldo Covidão na mira da Polícia Federal

0

EXCLUSIVO

Fonte na Polícia Federal informa que a Superintendência em Pernambuco abriu o novo Inquérito 2021.0026423 – DELECOR/DRCOR/SR/PF/PE, para investigar as compras excessivas de medicamentos e insumos médicos para a covid-19, pela gestão do ex-prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB). A denúncia de que Geraldo tinha comprado insumos em excesso partiu da deputada estadual Priscila Krause (DEM).

A Polícia Federal, neste momento inicial do novo inquérito, irá investigar as dispensas emergenciais 101 e 102, da Secretaria de Saúde do Recife, que compraram medicamentos para o enfrentamento da covid-19. Outro objeto do inquérito policial é o sistema Hórus de gerenciamento do estoque da covid-19 na gestão de Geraldo. A Polícia Federal já tem informações que o sistema não era confiável.

Outro ponto que será investigado é o estoque excessivo do medicamento propofol. A gestão de Geraldo comprou sem licitação uma quantidade altíssima, deixando o medicamento se aproximar do vencimento. Apenas em dezembro de 2020, a gestão de Geraldo doou parte dos medicamentos para o Governo de Pernambuco. Mesmo assim, como a quantidade era muito grande, o Governo de Pernambuco teve que doar 40% do medicamento para outros estados do Nordeste, para não deixar o medicamento vencer, pela falha administrativa da gestão de Geraldo.

Enquanto a gestão de Geraldo mantinha um estoque excessivo de propofol, o medicamento faltava para o “kit intubação” nas UTIs de todo o Brasil.

Outro ponto destacado internamente na Polícia Federal é que Geraldo Júlio não tem direto a foro privilegiado neste inquérito. Apesar de uma manobra de Geraldo para tomar posse como secretário estadual em 1° de janeiro de 2021, o Supremo Tribunal Federal (STF) já teria resolvido o assunto na questão de ordem na AP 937, relatada pelo ministro Roberto Barroso.

Fonte: Blog do Magno

Em Trindade, oposição aperta o cerco contra parentes na prefeitura

0

Em Trindade, Sertão do Araripe, a oposição não para de bater na gestão da prefeita, Helbe de Rodrigues (PSL), a Helbinha. O assunto na cidade é que após aumentar em 100% os vencimentos de todos os cargos comissionados, a prefeita promove um trem da alegria nomeando os parentes na administração.

Os vereadores gritam na câmara da cidade que Helbinha acaba de nomear um sobrinho e um cunhado. Mesmo depois da nomeação, ainda nos primeiros dias de governo, duas irmãs: uma coordenadora do programa de imunização, lotada na Secretaria de Saúde, outra como secretária de Finanças, além de nomear outros entes familiares.

A oposição da prefeita a acusa de nepotismo e vem fazendo alarde na cidade. Enquanto isso, a gestora diz que os cargos são de sua livre nomeação e segue a frente do municipio.

Helbinha de Rodrigues foi eleita por uma maioria de  63,48% dos votos. Foram 10.869 votos no total. A candidata derrotou Zé Capacete,  político tradicional na cidade, que ficou em segundo lugar com 35,40% (6.062 votos).

Fonte: blog da folha

Começa a corrida para as eleições 2022 em Pernambuco, e o sertão precisa se preparar!

0

A verdade na dobradinha PT e PSB em pernambuco.

O governo do PSB que está há mais de 12 anos no poder já disse a que veio para o sertão pernambucano. O abandono das estradas, falta de estrutura da saúde, segurança, agricultura e desenvolvimento, são alguns dos pontos que ilustram a pauta do desgoverno para o sertão.

Para continuar no poder, o PSB viveu seus momentos de sorte e teve sua estratégia principal galgada na política do sentimentalismo. Em 2014, nas eleições para governo, o candidato Armando Monteiro Neto estava à frente nas pesquisas eleitorais, mas um infortúnio levou a vida de um dos maiores ídolos do PSB e da política pernambucana; Eduardo Campos. A partir do dia da morte do saudoso Eduardo, as pesquisas começaram a se voltar em favor de Paulo Câmara, tido até então como o homem do imposto e sem nenhum carisma político. PC foi eleito e durante o seu mandato (2014 a 2020) foi duramente criticado por todos, e por muitas vezes despontando nas pesquisas, ,como o pior governador da história de Pernambuco.

Em 2020, mais uma vez o PSB do retrocesso foi salvo por outra liderança que é mito no sertão: Luiz Inácio Lula da Silva, que de maneira sórdida,  rifa Marília Arraes, que estava muito bem nas pesquisas. Lula, corta na sua própria carne e se alia ao PSB para eleger Humberto Costa, e claro, em troca do apoio ao PT na nacional. Mais uma vez, lá se foram mais quatro anos para o sertão sofrido e abandonado.

A região do Araripe, tem seu apogeu econômico baseado no gesso e no leite, ultrapassa as crises econômicas sem apoio e com os milagres de Deus. Falta de estradas é um dos maiores problemas enfrentados pela empresa do gesso. A bacia leiteira da região não recebe nenhum subsídio para o seu desenvolvimento. Saúde precária, e promessas de segurança já não são mais discutidas. O cansaço está no seu limite!

O governo do imposto, já deu sinais de que não vai inovar, e mais uma vez, usará como sua principal estratégia aliar-se ao mito, Lula, para se reeleger em Pernambuco. Nesse balaio de gato, lá vai o sertão como mais uma moeda, cumprindo o seu papel sentimentalista pró-Lula.

Geraldo Júlio e Zé neto são os nomes mais comentados na capital pernambucana. Por um lado, Geraldo Júlio saiu da prefeitura do Recife sob várias denúncias de corrupção, por outro lado, tem Zé Neto que é um desconhecido das rodas políticas do estado, um funcionário de carreira, da mesa do governador que, caso seja o escolhido, tentará descer goela abaixo com o provável apoio do ex-presidente Lula da Silva. que sem nenhum escrúpulo, será capaz de cortar na carne, mais uma vez do povo pernambucano, pela continuidade do poder do PSB em Pernambuco, em troca de apoio para o PT na eleições presidenciais.

O sertão precisa se conscientizar e avaliar os anos de Paulo Câmara. Lula, está interessado na sua volta ao poder, e o povo, mais uma, vez será moeda de troca na mesa suja do PSB e PT.!

É hora de pensar política!!

Prefeitura de Exu-PE assina acordo de parceria com SEBRAE para o Programa ‘Meu Município Mais Inovador’

0

Na manhã da última sexta-feira (23/04), o prefeito de Exu-PE Raimundinho Saraiva assinou, ao lado do Diretor de Desenvolvimento Econômico, Demóstenes Saraiva, o acordo de parceria  com o SEBRAE para implantação  do Programa “MEU MUNICÍPIO MAIS INOVADOR” que será executado pela Diretoria de Desenvolvimento Econômico e prevê a formação de comitê para implantação ou atualização dos marcos legais, reposicionamento da Sala do Empreendedor, capacitações nas áreas de governança e compras públicas, apoio na articulação de parcerias em prol da inovação da gestão pública municipal e fortalecimento do ambiente de negócios para micro e pequenas empresas.

O acordo também visa a execução de 300 horas de consultorias online com temas digitais disponibilizadas individualmente aos empresários e empreendedores  participantes do programa, além disso o prevê a construção de plano de implantação de soluções de educação empreendedora em conjunto com a Secretaria de Educação atender alunos e professores da rede municipal de ensino.